2006/07/13

Balanço do Mundial 2006

O Mundial já lá vai...foram mais de 700 horas de pontapés, defesas, golos, faltas, fair-play e falta dele...

O top mais:

Prêmio FIFA Fair Play - BRASIL & ESPANHA

Bola de Ouro (Melhor jogador) - Zinedine ZIDANE (FRA)

Bota de Ouro (Melhor marcador) – Miroslav KLOSE (GER)

Melhor Jogador Jovem – Lukas PODOLSKI (GER)

Melhor Guarda-redes - Prêmio Lev Yashin– Gianluigi BUFFON (ITA)

Selecção mais empolgante! - PORTUGAL

Seleção All Star Mastercard – Italianos predominam

Números da desfesa

...e a campeã: ITÁLIA

2006/07/05

Tamos quase quase...

Pensava eu que íamos provar picanha e trocaram-me as voltas!
Bem, ficou provado que a soma dos méritos individuais não melhora o mérito do colectivo. Em boa verdade, já se tinha provado isso com os "galácticos" (cof cof) do Real Madrid.

Por isso, em vez da picanha, vêm aí (daqui a menos de meia horita) o arroz de frango, baguetes, croissants ou francesinhas. Não tenho a certeza de onde nos vem esta mania dos trocadilhos alimentares, talvez do famosérrimo "até os comemos"? Se calhar foi por falta de um bom trocadilho que perdemos com a Grécia no Euro. Desta vez não há que falhar - depois são os spaghettis ou pizzas ou cannelonnis!

Seja como for, aposto que ganhamos por 2-1.

P.S. Vi à pouco na televisão que o Rooney insiste que a calcadela nos "tins" do Ricardo Carvalho (xiça, se os tivesse também me tinham doído só de ver aquilo) foi acidental. Pois. Logo ele, que é um modelo de bom comportamento nos jogos do Manchester, coitadinho, que injustiça. A culpa foi toda do Cristiano Ronaldo, aquele mauzão que obrigou o árbitro a expulsá-lo. Não há direito.

Tamos quase quase...

Pensava eu que íamos provar picanha e trocaram-me as voltas!
Bem, ficou provado que a soma dos méritos individuais não melhora o mérito do colectivo. Em boa verdade, já se tinha provado isso com os "galácticos" (cof cof) do Real Madrid.

Por isso, em vez da picanha, vêm aí (daqui a menos de meia horita) o arroz de frango, baguetes, croissants ou francesinhas. Não tenho a certeza de onde nos vem esta mania dos trocadilhos alimentares, talvez do famosérrimo "até os comemos"? Se calhar foi por falta de um bom trocadilho que perdemos com a Grécia no Euro. Desta vez não há que falhar - depois são os spaghettis ou pizzas ou cannelonnis!

Seja como for, aposto que ganhamos por 2-1.

P.S. Vi à pouco na televisão que o Rooney insiste que a calcadela nos "tins" do Ricardo Carvalho (xiça, se os tivesse também me tinham doído só de ver aquilo) foi acidental. Pois. Logo ele, que é um modelo de bom comportamento nos jogos do Manchester, coitadinho, que injustiça. A culpa foi toda do Cristiano Ronaldo, aquele mauzão que obrigou o árbitro a expulsá-lo. Não há direito.

2006/06/30

Resumé

(tinha preparado uns textos para a versão podcast do Apito na Folha do Tejo... fica aqui uma selecção deles)

Estamos ao rubro, tal como estivemos em 2004. Estamos nos quartos de final, novamente para ultrapassar o obstáculo Inglaterra. Uma das duas teorias irá vencer: ou eles se vingam do Adamastor Ricardo e seus comparsas, ou fazemos nós a vingança da nossa mascote de eleição, o Pantera Negra (com o devido respeito!). Prefiro acreditar que é a segunda que vai vingar!
____

Muito já se falou do jogo contra a Holanda e do árbitro que parecia andar a promover a bebida mais conhecida do seu país: Absolut Amarelo! Que bela forma de esse S. Valentin Ivávelho terminar a carreira!
Mas há um assunto que me chateia a sério. Na minha adolescência vibrei com ídolos como Gary Lineker (e esse ainda se mantém como exemplo máximo de cavalheirismo no futebol… sim, porque não é necessário existir uma senhora para que um homem possa ser senhor/cavalheiro), Lothar Mathaus e Marco van Basten que, para além da firmeza, da delicadeza, da postura em jogo, aliavam ainda uma carinha laroca. No domingo passado, depois do jogo Portugal-Holanda, um dos meus ídolos da adolescência caiu do pedestal: não soube ser senhor, não soube ser cavalheiro. Admito que custe ser perdedor. Mas não saber perder é pior que não conseguir ganhar. A bandeira da FIFA não foi levantada, e uma laranja ácida, amarga, provocou uma indigestão a si própria.
____

Muito se falou sobre a meninice (prefiro chamar-lhe assim) de Cristiano Ronaldo. Enfant terrible, ele! Mas esse enfant terrible queria acima de tudo, nos jogos de preparação, preservar a sua máquina, para conseguir estar na primeira linha de combate em todos os jogos. (também me surgiu a ideia de ser golpe de cintura, para canalizar as atenções dos adversários nele, levando a que mais rapidamente os defesas contrários pudessem ficar amarelados, ou que outros elementos nacionais pudessem ficar esquecidos, mas depois pareceu-me uma «teoria da transpiração» elaborada demais)
O que é certo é que, não esquecendo cenas menos conseguidas que levaram a cartões amarelos desnecessários e mesmo a, mais tarde, expulsões, Cristiano Ronaldo foi o único, literalmente, que deu sangue, suor e lágrimas no jogo contra a Holanda (Leone, obrigada por esta deixa!).
____

Penso que, a partir de agora, qualquer que seja o resultado ou em que etapa fiquemos (ou continuemos), já há direito a feriado nacional e a euforia no aeroporto na hora de receber os nossos heróis. E porque sou muito supersticiosa pedia-lhe, encarecidamente sr. Primeiro Ministro, não vá no sábado à Alemanha. Até agora não foi e temos estado sempre a ganhar! Reconsidere! A selecção e o país precisam de si onde sempre tem estado até agora (onde quer que isso seja).
____

Até há pouco desconhecia que este ano, de forma exemplar, bonita e harmoniosa, havia um 13º jogador. Fala-se sempre no 12º jogador que somos todos nós. Mas desta vez o 13º está connosco e somos nós próprios, porque o 12º é, sem dúvida, Jorge Andrade. Eles serão, no próximo sábado, e nos outros dois jogos que se seguem, os nossos 12 apóstolos, e nós apostamos neles. Como uma força só!

2006/06/28

Ainda sobre o Portugal - Holanda

1 - Portugal não vai ganhar o prémio fair play (mas o Figo e o Deco são os meus heróis)

2 - O Costinha sofreu uma paragem cerebral momentânea. Acontece aos melhores, deixem lá o rapaz!

3 - O Deco devia processar o árbitro por ser empurrado e atirado ao chão depois de agarrar a bola e ser o único sancionado (e expulso). Parece que é infinitamente mais grave pegar na bola que agredir outro jogador, eis (mais) uma estranha lição do Sr. Ivanov, consistente com a sua actuação no lance que lesionou o Cristiano Ronaldo.

4 - A Holanda merece que seja criado o galardão anti fair play por ter conseguido transformar um jogo de futebol numa (quase) batalha campal.

5 - Com árbitros destes a apitar o Mundial, concluo que por cá até não estamos assim tão mal servidos

6 - Agora venham os bifes, depois a picanha e ataque-se a bola em Berlim!

2006/06/25

Não

há discernimento possível para analisar este jogo!!!

Somos grandes, muito grandes!

(e raixparta o árbitro e o tique dos cartões)!

Venham os bifes, sem penalties de preferência!

2006/06/21

Portugal 2 - México 1

E assim Portugal soma 3 vitórias nesta primeira fase do Mundial 2006.
Uma boa primeira parte com mais velocidade do que a que nos tem sido habitual.
Uma segunda parte para esquecer ou então para lembrar, para não voltar a repetir.
Agora resta-nos desejar boa sorte a Portugal para o próximo jogo e esperar por logo à noite para sabermos qual será o nosso próximo adversário.
Eu cá preferia a Holanda.
(Apostei uma notita na Argentina... Ahahahahahahah!)
A ver vamos!

2006/06/19

40 Anos Depois

A nossa selecção está nos oitavos de final de uma fase final de um Mundial.
Agora só nos resta jogar o nosso futebol, como sabemos ( e bem ), sermos humildes e claro acreditarmos que é possível chegar longe neste Mundial !!!
Parabéns PORTUGAL

2006/06/08

Um bom motivo

Esta é a verdadeira razão da nossa ausência por estes lados! Toca a ouvir!

2006/06/04

Ronaldo 2 - Cartão Vermelho 0

Alguém lhe explique que no Mundial não vai ser assim...

Sai um camião de maturidade para a mesa do canto!